2007-04-27

Distribuição de Dividendos
Por Vasco Eiriz

Ética, liberdade e conversa fiada
Já aqui se disse que a inauguração no dia 25 de Abril de um túnel inacabado por debaixo do Marquês do Pombal, em Lisboa, com custos e prazos para além de todas as previsões razoáveis era um acto deveras simbólico para comemorar a revolução de 1974. Na altura, sugeriu-se transformar esta inauguração nas comemorações oficiais do Dia da Liberdade deste ano. Fi-lo seriamente, sem qualquer ironia.

Estava, contudo, longe de imaginar o discurso bem crítico feito por Cavaco, Presidente, na cerimónia evocativa que decorreu no Parlamento. Esse discurso devia ser lido mais atentamente e ter consequências, algo que lamentavelmente escasseia na acção dos políticos que nos governam e representam. Fica, por isso, uma réstia de esperança ao constatar neste sinal de que existe ainda alguma consciência na classe política – ou nalguns dos seus membros – dos problemas que afligem o regime. Sim, porque é do regime que se trata, não dos diplomas do Primeiro-ministro ou da incompetência e falta de resultados que vários ministros do actual Governo exibem.

Depois disto, foi ainda mais curioso assistir ao acto de revolta de um cidadão brasileiro no Parlamento, em plenas comemorações oficiais. Ora, como se diz que um brasileiro é um português à solta, não se pode deixar de imaginar que a revolta envergonhada de um grande número de portugueses foi personificada nos insultos daquele brasileiro que, simpaticamente, nos substituiu. Com palavras imperceptíveis, é certo, mas grossas (e aveludadas no sotaque) como parece estar carente o Parlamento e outras fontes de poder ali próximas.

Até aqui estava tudo claro e mais claro ficou com o "choque ideológico" para que alertou Joaquim Aguiar na noite do mesmo 25 de Abril na RTPN, chamando a atenção de que se instalou no regime um "centrão" ideológico que se auto-alimenta junto dos partidos de poder, limitando qualquer tentativa de mudança e renovação sérias. Um processo, aliás, com grandes semelhanças com o que levou ao fim da primeira república em 1928 e que – alertou Aguiar – não deveria deixar de nos preocupar.

Ora, na sequência de tudo isto, foi em tom de grande perplexidade que se soube, precisamente ontem, dia 26, que o Ministério da Justiça apresentou um "guia de boas práticas contra a corrupção", no qual o ministro da pasta constata em prefácio ser "importante fornecer aos cidadãos informação acessível e clara que os habilite a participar em melhores condições na luta contra a corrupção e criminalidade conexa". Há depois uma série de exemplos hilariantes do tipo o que deve fazer o cidadão anónimo para apresentar queixa de um polícia de trânsito que se deixa levar por um acto de corrupção na anulação duma multa.

É precisamente por acções como editar um guia destes que as pessoas não confiam nos políticos. Se de facto o guia fosse assim tão necessário, então o Ministério da Justiça poderia ter começado a sua distribuição pelo Parlamento, preferencialmente em plena cerimónia do 25 de Abril. E a alguns deputados como Pina Moura – que, note-se, não são assim tão poucos – deveria fornecer-lhes um suplemento vitamínico de ética.

Compras em blogues
Gostei de ler uma peça no Metro sobre compras em blogues. Gostava também que os vários blogues aí citados – e foram muitos – tivessem sucesso. Não os conheço, não são meus amigos, mas posso citar nomes curiosos e originais como Companhia das Contas, Cousas Giras, Magnólia e os Trapos, N Colares ou Vento na Praia Shop. Aliás, acredito que uma das tendências actuais da blogosfera é a entrada num estádio em que os melhores conteúdos serão acompanhados de alguma forma de retorno económico. A publicidade que Empreender exibe – blogue que, compreensivelmente, não se arroga na categoria dos que possuem bons conteúdos – não passa talvez da manifestação mais ingénua e incipiente desse movimento. Com todas as suas virtudes e defeitos, votos de sucesso para todos os arrojados.

Distribuição de Dividendos, uma coluna com estatutos desblindados que não necessita de autorização da assembleia geral para distribuir dividendos e garante OPAs céleres.

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.