2017-11-18

Wine & Books

IMG_2244

IMG_2243

2017-11-16

Cidade de Turismo

2017-11-14

Drained Lake

2017-11-12

Empreendedorismo no Alto Minho

O relatório intitulado Empreendedores e Instituições de Apoio ao Empreendedorismo no Alto Minho de que sou co-autor em conjunto com Jorge Miranda ficará por estes dias disponível na ResearchGate, precisamente nesta ligação, onde poderá ser descarregado de forma integral. Imediatamente abaixo da imagem da sua capa pode ler o resumo.


«O desenvolvimento dos territórios, a exploração de oportunidades de negócio, e a criação de empresas e emprego em territórios rurais estão fortemente dependentes da atividade empreendedora dos agentes económicos e da rede de instituições de apoio ao empreendedorismo desses territórios. Este estudo pretendeu compreender a dinâmica empreendedora e a rede institucional de apoio ao empreendedorismo e às empresas existente na região do Alto Minho. Depois duma caracterização do território efetuada com base em dados secundários, o método de estudo recorreu a uma avaliação quantitativa através de inquérito à população do Alto Minho. A investigação baseia-se em dados de 338 indivíduos, dos quais 160 empreendedores, tendo permitido comparar diferentes perspetivas sobre o fenómeno em estudo. Os resultados alcançados permitem concluir que no Alto Minho o capital humano e o capital social são fatores decisivos para a criação de empresas e para o sucesso dos negócios. Foram identificadas fragilidades na rede de entidades de apoio ao empreendedorismo e às empresas no Alto Minho, sendo evidente que a qualidade e competências dos seus agentes não é muito valorizada, havendo margem de melhoria para ir de encontro às necessidades dos empreendedores e potenciais empreendedores. Os fatores relacionados com a preparação do empreendedor, o conhecimento do negócio e a competência da rede de instituições são reconhecidos como fundamentais para a criação das empresas e para a sua sustentabilidade e crescimento. Existe a perceção de que é necessário valorizar e tornar mais eficazes a rede de apoio ao empreendedorismo e os programas que ela promove. Discutem-se implicações e contributos práticos que advêm destes resultados.»

2017-11-11

Wine & Books

IMG_2103

IMG_2104

2017-11-10

Questões sobre estratégia

  • Como é que a McDonald’s concilia a estandardização global e a diferenciação nacional? Deverá fornecer aos franchisados noutros países mais oportunidades para introduzirem produtos que atendam às suas preferências nacionais? Deverá permitir uma maior flexibilidade aos franchisados nesses países em termos de adoção do "layout" da loja, práticas operacionais e marketing? Que aspetos do sistema da McDonald’s deve o gestor de topo manter globalmente estandardizados? [403-3]
  • Imagine que é o fundador de um serviço "online" para ajudar as pessoas a alugar os seus quartos. Está a pensar alargar o seu serviço a clientes em Espanha e depois a outros países europeus. Quais são os principais desafios que poderá enfrentar na internacionalização do seu negócio? [403-4]
  • Identifique algumas mudanças chave que ocorreram na economia nacional no decorrer dos últimos cinco anos. Avalie o impacto dessas mudanças na estratégia adotada por uma das principais empresas nacionais à sua escolha. [483-1]
Fonte: seleção, tradução, adaptação e edição de Vasco Eiriz e Joana Barbosa a partir de questões disponíveis em Grant, Robert M; Jordan, Judith (2012). Foundations of Strategy. Wiley, Chichester. Entre parênteses identifica-se, para cada questão, a página e o número da referida questão na sua versão original. Através desta localização, o leitor pode explorar o capítulo respectivo para ensaiar respostas.

2017-11-08

Um galo bem assado


Clique para aumentar.

2017-11-06

Quality evaluation in healthcare services

Adega do Galo, Dominguez Alvarez, 1930

***

Quality evaluation in healthcare services based on the customer-provider relationship
Vasco Eiriz
José Figueiredo
International Journal of Health Care Quality Assurance 18(6): 404-412
2005

Purpose – To develop a framework for evaluating the quality of Portuguese health care organisations based on the relationship between customers and providers, to define key variables related to the quality of health care services based on a review of the available literature, and to establish a conceptual framework in order to test the framework and variables empirically. Design/methodology/approach – Systematic review of the literature. Findings – Health care services quality should not be evaluated exclusively by customers. Given the complexity, ambiguity and heterogeneity of health care services, the authors develop a framework for health care evaluation based on the relationship between customers (patients, their relatives and citizens) and providers (managers, doctors, other technical staff and non‐technical staff), and considering four quality items (customer service orientation, financial performance, logistical functionality and level of staff competence). Originality/value – This article identifies important changes in the Portuguese health care industry, such as the ownership of health care providers. At the same time, customers are changing their attitudes towards health care, becoming much more concerned and demanding of health services. These changes are forcing Portuguese private and public health care organisations to develop more marketing‐oriented services. This article recognises the importance of quality evaluation of health care services as a means of increasing customer satisfaction and organisational efficiency, and develops a framework for health care evaluation based on the relationship between customers and providers.

Eiriz, Vasco; Figueiredo, José (2005). Quality evaluation in healthcare services based on the customer-provider relationship. International Journal of Health Care Quality Assurance 18(6): 404-412.

[PDF]

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.