2020-11-23

Dissertação de Mestrado


***

Aplicação de Estratégias e Instrumentos de Marketing em Restaurantes
José Francisco Barroso de Araújo
2017

«O setor dos restaurantes tem vindo a caracterizar-se por uma elevada taxa de natalidade, mas por uma taxa de mortalidade superior, o que revela que o número de empresas desceu entre 2008 até 2015. Nesta dissertação foram estudas as estratégias e práticas de marketing dos restaurantes portugueses. Por forma a disponibilizar informação sobre o tipo de marketing praticado neste setor em Portugal, de uma forma agregada relativamente ao composto de marketing, e tendo em conta que mais de metade dos problemas relacionados com falências em restaurantes são fruto de problemas de marketing, o principal objetivo passa por dar a conhecer tais estratégias e práticas aos atuais restaurantes, e àqueles que pretendem abrir um negócio neste setor, e auxilia-los na sua gestão. Tentou-se também detetar diferenças destas práticas entre tipo de restaurante e entre restaurantes com mais de cinco anos de atividade e restaurantes com menos idade. Posteriormente tentou-se verificar a relação entre a orientação para a concorrência e a estratégia de formulação dos preços. O método usado foi o inquérito, a gestores e proprietários dos restaurantes portugueses. A pesquisa visou conhecer as estratégias de produto, nomeadamente os serviços complementares; estratégias de preço; os fatores com mais impacto na decisão da localização; os meios de comunicação usados; os elementos do ambiente físico mais importantes; o empowerment concedido aos funcionários; e o tipo de orientação para a concorrência. Num total de 243 respostas (9,4% da população inquirida), os resultados mostram que as estratégias e instrumentos variam em função do tipo de restaurante, principalmente nas variáveis “produto”, “preço”, “ambiente físico” e “pessoas”. Quanto ao ciclo de vida organizacional e à orientação para a concorrência, deste estudo não se pode concluir existir relação entre as variáveis.»

2020-11-22

Wine & Books



2020-11-20

UNIEQAV #09 UNI DNA

2020-11-19

Estante

Estante, uma selecção de livros de ensino e aprendizagem sobre estratégia, empreendedorismo, inovação e marketing recomendados pelo editor deste blogue.

Estante, a selection of books for teaching and learning in strategy, entrepreneurship, innovation and marketing recommended by the editor of this blog.

2020-11-17

Questões sobre estratégia

  • Escolha uma empresa com a qual se sinta familiarizado. Avalie que incentivos/mecanismos essa empresa utiliza para efetuar controlo e delegação de poder. [367-1]
  • «A avaliação do desempenho varia consoante o contexto e tem uma dimensão temporal». Discuta. [367-5]
  • Explique porque é que tantas organizações falham na implementação da sua estratégia. [368-7]
Fonte: seleção, tradução, adaptação e edição de Vasco Eiriz e Joana Barbosa a partir de questões disponíveis em Cunningham, James; Harney, Brian (2012). Strategy & Strategists, Oxford University Press, Oxford. Entre parênteses reto identifica-se, para cada questão, a página e o número da referida questão na sua versão original. Através desta localização, o leitor pode explorar o capítulo respectivo para ensaiar respostas.

2020-11-15

Wine & Books



2020-11-11

Seamonkey

2020-11-09

Dissertação de Mestrado


***

Empreendedorismo em Espaço Rural: Estudo dos Empreendedores e Instituições de Apoio ao Empreendedorismo no Alto Minho
Carlos Jorge Sousa Miranda
2017

«O desenvolvimento dos territórios, a exploração de oportunidades de negócio, e a criação de emprego, empresas e negócios em espaços rurais estão fortemente dependentes da atividade empreendedora dos agentes económicos e da rede institucional de apoio ao empreendedorismo desses territórios. Dinamizar a rede e o ambiente empreendedor pode dar um contributo decisivo para contrariar o problema do esvaziamento populacional dos territórios rurais. Este estudo pretendeu perceber as dinâmicas empreendedoras e a rede institucional de apoio ao empreendedorismo e às empresas existente na região do Alto Minho, como ponto de partida para a apresentação de propostas, e melhoria da eficácia dos programas e estratégias de apoio ao empreendedorismo. O método de estudo recorreu a uma avaliação quantitativa através de inquérito à população do Alto Minho. A investigação permitiu recolher dados de 338 indivíduos, dos quais 160 empresários. Os resultados alcançados permitem concluir que no Alto Minho, o capital humano e o capital social são fatores decisivos para a criação de empresas e para o sucesso dos negócios. A rede de entidades de apoio ao empreendedorismo e às empresas no Alto Minho apresenta uma cobertura territorial suficiente, embora a qualidade e competências dos seus agentes não seja muito valorizada pelos respondentes. Os fatores relacionados com a preparação do empreendedor, o conhecimento do negócio, e a competência da rede institucional são reconhecidos como fundamentais para a criação das empresas e para a sua sustentabilidade e crescimento futuro. Existe uma perceção generalizada de que é imperativo valorizar e tornar mais eficazes a rede existente de apoio ao empreendedorismo e os programas que ela promove. A análise por concelho não apresenta diferenças estatisticamente significativas na generalidade dos indicadores avaliados.»

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.