Criar novos negócios



O termo empreendedorismo tem um amplo significado. É utilizado com diferentes propósitos para significar coisas aparentemente tão distintas como, por exemplo, criar o próprio emprego ou criar algo através duma inovação e mudança, frequentemente mas não necessariamente de natureza tecnológica. Noutras circunstâncias o empreendedorismo refere-se a uma qualquer actividade que possui determinadas características (por exemplo, o crescimento das vendas) e resultados (por exemplo, criar riqueza), ao lançamento de novos negócios ou à revitalização de empresas já existentes. Em todo o caso, o significado que talvez seja mais popular refere-se à criação de empresas.

Porque é que muitos indivíduos sentem necessidade de empreender, criando empresas? Há, grosso modo, dois grandes tipos de incentivos à actividade empreendedora. Um deles é de natureza económica e o outro é de natureza social e psicológica. Entre os incentivos de natureza económica encontramos factores como, por exemplo, a propensão para criar riqueza, criar o próprio emprego ou satisfazer uma necessidade de mercado. Os factores de ordem social e psicológica que incentivam os empreendedores resultam geralmente da sua vontade em serem autónomos, realizarem-se pessoalmente associando a actividade empreendedora ao seu estilo de vida e, não raras vezes, desenvolverem actividades altruístas. Quais destes factores são mais importantes? Todos eles são importantes e tudo leva a crer que os empreendedores melhor sucedidos são incentivados simultaneamente por factores económicos, sociais e psicológicos. Estes incentivos complementam-se e permitem criar a energia necessária para os empreendedores vencerem os desafios que se colocam a si próprios.

Os empreendedores são geralmente ambiciosos e procuram atingir os seus fins com método e determinação, pensam no longo prazo, questionam constantemente formas de pensar e agir, têm uma profunda orientação para o mercado, dão importância aos detalhes da implementação dos projectos, e querem melhorar continuamente. São, em síntese, espíritos inquietos.

Mesmo assim, as taxas de insucesso na criação de empresas são elevadas, fundamentalmente devido a opções estratégicas frágeis e a limitações na gestão operacional do negócio. Não é raro, por exemplo, que muitos indivíduos que criam empresas não equacionem devidamente a posição que querem alcançar no longo-prazo, definam objectivos irrealistas, criem negócios em que a oferta não vai de encontro ao mercado escolhido, ou descurem o planeamento financeiro e de recursos humanos.

Dissertação de mestrado

Summer Landscape, Gunnar Svenson

***

Business Models in Professional Electronic Sports Teams
João Pedro Brito Cício de Carvalho
2015

«Since the beginning of the century, a new form of competition has surfaced through the use of computer technology and global communications. Over these recent years the competitive play of video games, dubbed as electronic sports, or simply esports, has grown from a pastime to a fully professional activity. From all over the world, hundreds of players battle each other in virtual arenas for a chance to reach the millionaire prize pools the top competitions offer, and for the amusement of the millions of the fans who follow them. Not to mention, for a chance to play in some of the biggest sports venues, as these competitions have started to step out of the digital realm to fill live stadiums. Still, despite the fact that esports have grown so much in the latest years, not much is known about the teams that compose this universe. So, this research aimed to bring clarity to how electronic sports teams work, by using business models as conceptual tools to display the different elements of the team’s businesses. To do so, sports and esports managers were interviewed in order to better understand how they run their teams. Starting with traditional sports, identifying the essential details that teams need to operate and building their business models, and then moving to esports, where business models were not only identified, but also improved. Additionally, three generic business models were designed for teams with different objectives and in different organizational levels. Moreover, this research also identified common elements between sports and esports, as well as the main catalysts behind the esports success.»

Dissertação de mestrado

A Windy Day, Nikolai Baskakov

***

Análise da Carteira de Relacionamentos com Clientes – Estudo Quantitativo numa Empresa Prestadora de Serviços
Raquel Vale e Vasconcelos Gama Reis
2014

«Esta dissertação destaca a importância da análise da carteira de relacionamentos com clientes como instrumento de gestão de relacionamentos, base duma estratégia de relacionamento. O estudo analisa uma carteira de clientes com base num modelo que distingue características estruturais e características relacionais da carteira, ambas essenciais para a caracterização e gestão de carteiras. A pesquisa empírica foi efetuada através de uma abordagem quantitativa da carteira de clientes de uma empresa de prestação de serviços a empresas. Foi elaborada uma base de dados contendo as características estruturais da carteira de todos os clientes (60 clientes), tendo-se usado os dados secundários dos clientes que se encontram disponíveis na empresa estudada e noutras fontes oficiais. De seguida, foi aplicado um questionário aos clientes. O questionário é composto por questões direcionadas para compreender as características relacionais da carteira, estudadas do ponto de vista do cliente. Responderam a este questionário um total de 47 empresas, a que corresponde uma taxa de resposta de 78,3 por cento. O modelo aplicado nesta pesquisa mostrou ser bastante útil para analisar a carteira estudada, revelando-se adequado para a análise de outras carteiras. Para além da caraterização dos clientes e dos relacionamentos com eles estabelecidos, esta análise da carteira permitiu extrair contributos importantes em termos de serviços oferecidos, potencial de desenvolvimento de novos serviços, satisfação dos clientes, e, entre outros, dificuldades e mecanismos de relacionamento. Em termos gerais, este estudo propõe ferramentas de análise de carteiras e dá um contributo para colmatar a escassez de pesquisas sobre o tema.»

Dissertação de mestrado

The Tender, Fairfield Porter (1907-1975)

***

Estratégia e Relacionamento em Canais de Distribuição de Vinhos
Helena Maria Pereira da Silva Malheiro
2014

«Esta dissertação analisa o desenvolvimento de estratégias de distribuição e explica os relacionamentos gerados no seio dos canais de distribuição de vinhos portugueses no mercado doméstico. O objetivo principal passa por compreender diferentes formas de cooperação entre os atores do sector, tendo em conta os seus objetivos estratégicos e o modo como os membros dos canais de distribuição se articulam e relacionam entre si por forma a melhorar a sua capacidade de ação no mercado. Foi adotada uma metodologia qualitativa através de um método pouco explorado, o método Delphi, que envolveu um painel de nove participantes. De forma complementar foram realizadas quatro entrevistas em profundidade a retalhistas do setor como forma de enriquecimento e validação dos resultados obtidos através do método Delphi. Os resultados alcançados permitiram identificar os formatos de distribuição mais relevantes, analisar os tipos de relacionamento que se estabelecem entre os diferentes membros dos canais de distribuição, identificar os principais desafios e oportunidades para estes membros, e identificar formatos de distribuição de vinhos com maior potencial de crescimento.»