2007-09-13

Carta aberta a Felipe Scolari

Meu Caro Felipão,

estou contigo para o que der e vier. É nos momentos difíceis que se vêem os amigos. E neste momento difícil eu estou contigo.

Dizia-se que não tinhas um lateral esquerdo de raíz mas tu provaste que tens uma esquerda fantástica. Esse teu impulso ajudou-me a descomprimir a frustração dos resultados dos últimos jogos. Só foi pena que o melhor lance do jogo - aquele mesmo com que brindaste um adversário com nome terminado em "vic" - tenha ficado para depois do árbitro ter dado por terminado o jogo. E como vais ser punido e vais, então teria valido a pena que lhe acertasses em cheio, tipo ko!

Quanto à comunicação social portuguesa não lhe dês mais importância do que ela tem. É indesculpável que prefira destacar pela negativa o teu lance em detrimento do golo irregular do adversário que acabou por distorcer a classificação. Se tu estivesses ligado a algum dos interesses instalados, não seria assim. Aliás, tu sabes talvez melhor do que ninguém que anda por aí muito abutre a querer picar o teu cadáver. Se defendesses os interesses da teia do futebol ou de alguma das suas aranhas serias menos criticado, embora eu esteja convicto que a selecção é uma espécie de Benfica e, como tal, acabarias na mesma crucificado.

Confesso-te que a mim, no canto do meu sofá, também me parece haver alguns erros de casting no onze da selecção. Talvez por causa do verbete do final do mês, parece-me haver vários jogadores que rendem mais no seu clube, apesar de ontem - quiça influenciados pelos lobos do râguebi - terem cantado o hino com mais força do que é habitual (com a excepção notável de Deco e Bosingwa). Mas, evidentemente, ao contrário dos outros 9999999 treinadores não arrisco prognósticos técnicos, tácticos ou estratégicos. Nem sequer depois do jogo!

Sabes, Meu Caro Felipão, se todos fossemos tão produtivos no trabalho como a dar palpites de futebol, teriamos uma das nações mais produtivas do mundo.

Atira-te a eles.

Aceita um abraço amigo e solidário deste espectador atento.

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.