2008-02-15

Discurso empresarial na linguística aplicada

Por esta e por outras é que eu não aceito convites para participar em júris de carreira docente: «O nosso Sindicato tem vindo a alertar nos últimos anos para algumas peculiariedades dos concursos abertos por certos Institutos Politécnicos, nomeadamente o Instituto Politécnico de Leiria, sobretudo no que diz respeito a condições de acesso, que traduzem restrições não consentidas pela lei vigente, e aos requisitos habilitacionais / áreas científicas para os quais os concursos são abertos. Ainda o ano passado foram anuladas numerosas aberturas de concurso para Professor Coordenador por parte da ESTM de Peniche, anulações essas que atingiram até concursos de cujo formato nenhum interessado se tinha queixado. Todavia, numa atitude incoerente, e, até ver, inexplicável, prosseguiu os seus trâmites, na ESTG de Leiria do mesmo Instituto, um concurso para Professor Coordenador para o qual se exige o grau de Doutor na área de Linguística Aplicada, com "especialização no domínio do discurso empresarial" e que foi impugnado através de duas acções, uma delas colocada pelo Ministério Público, que correm os seus termos respectivamente no Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria e no Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa. Houve a preocupação de dar uma caução académica universitária a este concurso, que melhor seria ter ficado suspenso até à decisão dos Tribunais, pedindo-se a indicação de vogais do júri à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e à Universidade do Algarve, que duvidamos tivessem satisfeito o pedido se conhecessem a envolvente judicial. As provas estão marcada para as próximas 2ª e 3ª feiras (18 e 19 de Fevereiro).» [Comunicado da Direcção do SNESup datado de 14 de Fevereiro de 2008]

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.