2008-05-14

Falido mas com novas oportunidades

«Representamos um grupo de formadores e formadoras de cursos CEF que recentemente se organizou no Norte de Portugal, mais concretamente na zona do Grande Porto. Temos colegas que passam pelos Distritos de Braga, Viana, Porto, Aveiro e outros. Lamentavelmente mantemo-nos no anonimato, dadas as possíveis represálias pela nossa acção de protesto, o que de certeza entenderão. Na verdade a nossa revolta vai no estado em que se encontra a regularização dos nossos pagamentos que em alguns casos chega aos 5 meses de atraso, deixando-nos em situação deveras precária. Temos já casos de colegas com ordem de despejo, divídas ao Fisco, carros devolvidos, entre muitas outras. Os Executivos dizem-nos que estas situações dependem do POPH, e outros nem nada nos dizem. Fizemos todas as démarches para que a situação se resolvesse de forma aceitável, mas chegamos ao momento em que não mais podemos suportar esta situação. Há já casos de ameaça de greve, suspensão da formação, faltas por ausência de posses para combustível, ou até alimentação. Estes casos vão desde Valença até Aveiro e tememos que sejam generalizados. As démarches do Governo nas Novas Oportunidades não passam senão de demagogia que pretendemos desmascarar. Não existe formação, não existem materiais, não existem equipamentos. Apenas a "treta" de que tudo vai mudar. Já apelamos ao Governo, mas nada muda. Há colegas que estão em ruptura e quase não tem de comer. Há casos de 5000/6000 euros de salários em atraso. Ninguém consegue trabalhar imaginando que não vai regressar a casa pois não tem gasóleo. Esperamos que V/, a comunicação social nos ajudem. [...]» (Mensagem de correio electrónico, 7 de Maio de 2008).

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.