2008-11-15

Zero por cento

O ensino superior é de facto uma caixinha de surpresas. Ando nisto há anos mas nunca me tinha ocorrido que houvesse colegas meus a querer fazer contratação de docentes a ... zero por cento e, pelos visos, haver mão-de-obra desta no mercado! Ou seja, para quem não conhece o sector, a legislação permite convidar docentes com diferentes percentagens, digamos, por exemplo, a 20 por cento do tempo máximo, até ao máximo, evidentemente, de 100 por cento (que eu saiba, ainda ninguém lhe deve ter ocorrido uma percentagem superior, mas nunca se sabe). Agora, contratos a zero por cento, é algo que me parecia absurdo. Vá lá, para ser rigoroso, há por aí alguns colegas que mais parece estarem com percentagens negativas. Mas zero por cento...!

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.