2008-12-11

Autoridade da Concorrência perde autoridade

Um breve comentário só para dizer que a Autoridade da Concorrência (AdC) já viveu melhores dias. Em pouco tempo, assistimos a três episódios que não dignificam o prestígio que acumulou no passado. Episódios que também suscitam dúvidas sobre a vocação do seu actual presidente. Num desses episódios, ficou por explicar uma recambolesca história de negócios e mandatos envolvendo o presidente da AdC e o ministro da economia; ora, estas duas posições não se querem ocupadas por pessoas demasiado próximas, quanto mais por uma que é mandatário de negócios da outra. Noutro episódio, o do conluio no mercado dos combustíveis, também o presidente da AdC não se saiu bem; antes pelo contrário. Finalmente, um novo episódio, aquele noticiado pela SIC que envolve uma incompatibilidade do presidente da AdC com o exercício de funções na Ordem dos Economistas. Mesmo que não exista incompatibilidade em termos jurídicos, é óbvio que existe em termos funcionais. Daí que não se compreenda que o presidente da AdC se tenha demitido da Ordem dos Economistas proclamando em simultâneo que poderia acumular as funções. Se podia acumular, porque se demitiu? Devia ter ficado.

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.