2008-12-06

Novos desafios

Compreensivelmente, quando uma instituição de ensino superior opta pela passagem a fundação e, elabora, ao abrigo desse estatuto, um contrato-programa de médio-prazo com o Governo, também se compromete com determinados objectivos. Eis alguns dos objectivos exemplificativos que o ISCTE, uma das novas fundações, tem pela frente (Fonte: Diário Digital, 2 de Dezembro de 2008, baseado em fonte não anónima da direcção do ISCTE):
  • no ensino pós-graduado a meta a cumprir é ter pelo menos 50% dos alunos inscritos em cursos de mestrados e doutoramentos até 2012;
  • no plano da internacionalização oferecer pelo menos 20% das unidades curriculares de todas as licenciaturas em inglês até 2014, para permitir o recrutamento de alunos estrangeiros;
  • em cada uma das escolas que integram o ISCTE haja pelo menos quatro mestrados e quatro doutoramentos com dupla titulação, ou seja uma pelo ISCTE e outra por universidades estrangeiras até 2013.

E, já agora, para evitar complexos, de acordo com o mesmo professor, membro da direcção do ISCTE, «a passagem do ISCTE a fundação pública com regime de direito privado não põe em causa a sua missão como instituição de ensino público».

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.