2009-06-18

Bolonha novamente

Começam a surgir algumas leituras sérias sobre os resultados do processo de Bolonha, o tal em que dizem que Portugal se saiu bem. Numa dessas leituras, embora com algumas ilações discutíveis, Avelino de Jesus revela-se critíco em artigo que vale a pena ler. Por exemplo, a sua apreciação sobre os mestrados não é a mais abonatória:

«[..] O efeito Bolonha também foi negativo no caso dos cursos de mestrado. Em muitas áreas, com o objectivo de maximizar o recrutamento de alunos, as condições de admissão nos mestrados são tais - por exemplo: não exigência de licenciatura na área de estudos do mestrado - que passamos a ter mestres com pior preparação do que os licenciados na mesma área. Em muitas dessas situações - quer pelas restrições quantitativas, quer pelas condições de admissão - torna-se mais fácil ser admitido no curso de mestrado do que na respectiva licenciatura. Só se salvam as situações, infelizmente pouco numerosas, em que se criaram mestrados integrados: nestes casos, formam-se, efectivamente, mestres equivalentes aos anteriores licenciados. Nos restantes casos, os mestres estão pior preparados que os licenciados.[..]»

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.