2009-09-30

Competitividade territorial alicerçada em tecnologia

Nuno Pinto Bastos que se encontra a realizar uma dissertação de mestrado sobre competitividade territorial com o estudo duma coisa chamada Quadrilátero Urbano do Baixo Minho (não, não é uma táctica de Paulo Bento no Sporting), envia notícia do JN de 25 de Setembro que dá conta de que «a área digital é o primeiro passo, mas os fundadores do Quadrilátero Urbano (os municípios de Barcelos, Braga, Famalicão e Guimarães, mais os parceiros da AIMinho, UMinho e Citeve) querem plasmar no terreno, num horizonte de quatro anos, projectos concretos que permitam alcançar indicadores de relevo no relançamento económico. O plano estratégico aponta a inovação na área digital e agora cada um dos subscritores do protocolo fica obrigado a apresentar, no espaço de um ano, um projecto concreto para cada acção prevista. O desiderato geral e final aponta para a criação de um pólo de competitividade tecnológica.»

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.