2009-09-25

Diário de um Candidato (4)

Por Vasco Eiriz de Sousa

15-07-2009
Chegada a Braga depois das três da manhã após um importante encontro que nos reuniu – a mim e a Jorge Nande – a Armindo Ponte, Armando Alves e Carlos Fernandez. Fico com a ideia de que se os cinco fizermos juntos uma arruada numa quinta-feira, no dia seguinte o executivo municipal sofre um abalo.

18-07-2009
Tomo plena consciência de que também em Monção há um bloco central de interesses que explica o essencial da posição ambígua de alguns simpatizantes do PSD. Trata-se de um bloco silencioso, com contornos pouco nítidos, mas poderoso e unido em torno de interesses instalados. Um bloco que nos ajuda a compreender o estado em que o país e o concelho se encontram. Obviamente, o bloco não poderá contar comigo, princípio que, aliás, foi aceite por Jorge Nande quando aceitei integrar a candidatura.

19-07-2009
Visita ao XVIII Festival de Folclore de Troporiz e à Festa de São Bento, na Bela, com passagem por Pias. São já vários os casos de candidatos naturais do PSD que são aliciados para as hostes do PS ou que este “impede” de se candidatarem, precisamente porque detém o poder e por vezes o usa de forma intimidatória. Isto é só mais um exemplo de como os melhores recursos duma sociedade – as pessoas – podem ser desaproveitadas e, nalguns casos, desrespeitadas numa terra onde precisamente este recurso é escasso. Na visita a Troporiz, Jorge Nande detecta nas palavras públicas do presidente da câmara municipal o uso do “slogam” que fará parte da campanha do PS. Não fico surpreendido e dou comigo a pensar que esta confusão entre PS e funções públicas é um velho problema de muitos dirigentes socialistas.


Diário de um Candidato é um registo pessoal da autoria de Vasco Eiriz de Sousa, cabeça-de-lista do PSD à Assembleia Municipal de Monção, publicado originalmente no blogue Monção 2009.

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.