2013-05-18

Penúria



São palavras cáusticas mas avisadas, aquelas que Pacheco Pereira produz na entrevista publicada ontem no Jornal de Negócios, e que se justifica ler com atenção. O homem tem alguma, muita razão naquilo que diz. Creio que só esquece mencionar que ele próprio, enquanto político e intelectual do regime, foi, e em certa medida ainda o é, um actor co-responsável do impasse a que o país chegou. É bom lembrar que, nas últimas duas ou três décadas, Pacheco Pereira não foi propriamente um outsider do regime. Ele próprio, as suas acções como político e as suas próprias palavras conviveram e continuam a conviver com o establishment, alimentando-o. Quer ele goste, quer não, contribuiu para o estado de hesitação e penúria que nos apoquenta o dia-a-dia.

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.