2016-11-22

Ter um único cliente

Ter um único cliente é para muitas empresas a razão da sua existência. Para além de garantir a existência, um único cliente pode ser fonte de conforto e de ganhos seguros e estáveis. Até que um dia esse cliente pode mudar de vida e colocar em causa a existência da própria empresa.



A Castelbel, empresa que «concebe e comercializa produtos perfumados da melhor qualidade para a casa e para o corpo» é uma empresa desse tipo. De acordo com Aquiles Barros, fundador e administrador da Castelbel, em declarações ao programa Ideias & Companhias da RTP3, a empresa nasceu quase de um «acidente», acidente este que resultou da abordagem de uma empresa norte-americana que desafiou o fundador a fornecer-lhe sabonetes depois de se terem conhecido um pouco por acaso. Nasce assim a Castelbel no ano 2000 com a vocação de fornecer um único cliente em Nova Iorque. Até que em 2003 se dá o choque: o amigo americano deixa pura e simplesmente de comprar sabonetes.

Quando assim é, não é de um dia para o outro que uma empresa consegue reformular a sua estratégia e acomodar um choque destes. Provavelmente, numa circunstância destas, na maior parte dos casos uma empresa tem que fechar. A não ser que um misto de sorte e audácia abra novas oportunidades. Foi uma dessas circunstâncias - neste caso o aparecimento da gigante Inditex a adquirir sabonetes para a Zara Home - que permitiu a sobrevivência da Castelbel. Ainda assim, não se terá livrado do susto. E, ao que parece, aprendeu com o episódio.

Em 2006 inicia-se o que parece uma reformulação estrutural da empresa com a entrada de um novo sócio inglês e uma diversificação de produtos e mercados. Nos primeiros anos da sua existência - no tal período entre 2000 e 2003 - a empresa vendia aproximadamente 300 mil euros. Mas a contínua diversificação de produtos, mercados e clientes - entre as quais se assinala a curiosidade de só em 2008 ter iniciado atividade no mercado doméstico - fez com que hoje a empresa fature aproximadamente 7,5 milhões de Euros, 80 por cento dos quais no mercado externo, e empregue mais de 150 pessoas. O principal mercado continua ainda assim a ser o norte-americano com um valor superior a 20 por cento das vendas, seguido do mercado doméstico, onde a empresa reclama presença em 400 lojas. - 22|11|2016

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.