2007-11-20

Os agitadores

Anda muito excitada a caixa de correio electrónico da minha universidade. Tudo começou com a indignação de um colega de Guimarães com uma mensagem breve com assunto "Praxe em Novembro". Aliás, astuto, o meu colega mostrou provas numa fotografia de 456KB. Aqui está a prova; é vê-los a rebolar pela relva abaixo.

Entretanto, como podem imaginar, apareceram imensas mensagens de repúdio. Depois apareceram mensagens a repudiar o repúdio. E como se não bastasse, surgiram mais mensagens de repúdio. Depois surgiram também mensagens de repúdio sobre o repúdio às mensagens de repúdio. Tudo sobre a praxe. Até que, em mais um contributo para o debate, surgiu este postal. Claro, neste momento, não me move repudiar a praxe, repudiar os repúdios ou repudiar quem se repudia. O que a mim me parece interessante - ou será repudiante? - é que no meio destas mensagens de repúdio surgem umas outras com cartitas abertas: da lista B para a lista A e depois, claro, da lista A para a lista B. É certo que estas cartas nada dizem de substancial, mas curiosamente, às cartas das listas ninguém responde. Mais, ninguém parece querer saber um chavo que seja sobre as eleições que decorrerão no início de Dezembro para eleger uma assembleia que cozinhará os novos estatutos da universidade. E, sendo assim, o meu colega de Guimarães não me leve a mal, mas será que ele é um desagitador de serviço?! Será que esta nobre discussão da praxe é o grande desafio que a universidade tem estes dias pela frente? Para que não se pense que eu próprio sou o agitador de serviço, vou publicar na próxima semana um artigo sério sobre universidades e instituições do género. Num jornal perto de si.

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.