2008-05-12

Diz que é uma espécie de reforma

Olha que comunicado giro: «Aproximando-se a data de conclusão dos trabalhos da Assembleia Estatutária, o Grupo de Reflexão [...] entende manifestar novamente a sua posição sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido. Em primeiro lugar, estranha que não tenha existido um debate alargado na Universidade sobre a alteração estatutária. De facto, a eleição para a Assembleia Estatutária da qual resultou um nível elevado de abstenções e votos em branco [...] recomendaria que se tivesse mobilizado a academia para reflectir sobre a sua organização e futuro, postura, aliás, defendida pela maioria dos membros eleitos da Assembleia, mas que não teve tradução prática. Em segundo lugar, há indícios de que o exercício de adaptação dos estatutos ao RJIES não está a ser aproveitado para efectuar a reforma necessária na estrutura e funcionamento da Universidade. A abordagem minimalista adoptada na revisão dos estatutos traduziu-se até ao momento numa oportunidade perdida de reforma [...], embora esta necessidade seja de pertinência inquestionável, agora reforçada pelas mudanças em curso noutras instituições de ensino superior, e pelas dificuldades sentidas no quotidiano [...], superiormente reconhecidas como significativas. Consciente da necessidade da universidade desencadear uma reforma na sua estrutura e funcionamento, o Grupo de Reflexão [...] recomenda que os estatutos que venham a ser aprovados em sede da Assembleia Estatutária não contemplem mecanismos que limitem a implementação de uma reforma que entendemos ser necessário desencadear com transparência e responsabilidade. Neste contexto de resistência à mudança, mais importante se torna, por exemplo, clarificar de modo inequívoco o papel do futuro Conselho Geral. [...] vemos com preocupação qualquer tentativa de dificultar a constituição de um Conselho Geral plural que possa [...] fazer a Universidade evoluir [...].» A quantas instituições de ensino superior se aplicará este articulado? Na sua não foi nada disto? Vá, conte lá.

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.