2007-09-15

Felix Kubin



«Reconhecido como um dos maiores nomes da música alemã, Felix Kubin, que sobe o palco do pequeno auditório do Theatro Circo a 21 de Setembro (22h00), apresenta finalmente ao público bracarense o seu mais recente álbum, “Matki Wandalki”, composto por temas tão distintos como o enérgico “Hit me, Provider”, a valsa-retro “Fernwärme Wien” ou uma hilariante versão do clássico “Hello”, de Lionel Ritchie. Inconfundível pelo estilo simultaneamente cómico, corrosivo e original, Felix Kubin – que em Fevereiro havia sido substituído pelo “disc-jockey” austríaco B. Fleishmann – apresenta-se na sala bracarense com o formato “one man show” para contextualizar o seu já habitual registo experimental de pop-electrónica. O concerto – recorde-se – foi então adiado por razões de saúde do artista, pelo que os ingressos então adquiridos se mantêm válidos para a nova data. Pelo recurso a sintetizadores, órgãos antigos e um gira-discos, Kubin impõe um estilo próprio, que, através de canções socialistas, “sci-fi pop” e sons futuristas, o tem distinguido ao longo de uma já longa carreira e que o levou à participação em inúmeros festivais de música na Europa, Japão e Canadá. Com uma carreira inicialmente marcada pela participação no projecto “Klangkrieg”, banda de música experimental que integrou a partir de 1987 e com o qual gravou sete trabalhos, Kubin é contudo mais conhecido pela sua própria música e pelo estilo singular que se transformou numa imagem de marca das suas actuações ao vivo. Assumindo-se acima de tudo como compositor, Felix Kubin divide a sua carreira individual com projectos vários, de entre os quais se destaca a editora “Gagarin Records” que fundou em 1998 e através da qual editou todos os seus trabalhos. Os ingressos, a 10 euros, já se encontram à venda nas bilheteiras do Theatro Circo.»


Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.