2008-11-24

Será esta uma obra de fachada à boleia do nome sonante de nanotecnologias?

A pergunta colocada a propósito do Laboatório Internacional Ibérico de Nanotecnologia, grande investimento em curso em Braga na sequência duma decisão conjunta entre os governos de Portugal e Espanha, é pertinente. A questão, colocada por um professor catedrático de engenharia da própria Universidade do Minho, deve merecer a nossa atenção. E, sobretudo, depois de ler os seus argumentos, fica a ideia que é mais um daqueles episódios que ilustra a forma como se vai governando a ciência em Portugal. Enfim, uma ciência que se governa com compadrios, amigos e amiguismo.

Instagrams

© Vasco Eiriz. Design by Fearne.